• ,

    “Ideologia de gênero” não existe!

    Os conceitos e os termos que utilizamos não são neutros. São carregados de significados, de valor. Quando defendemos algo, utilizamos termos com conotação positiva e quando somos contra, utilizamos termos de conotação negativa. Ou até utilizamos termos para confundir quem escuta e dar uma impressão deturpada de algum fato. Já tentaram dizer que nazismo era […]

  • ,

    No conforto do meu sofá

    Não escrevo para criticar veementemente as redes sociais ou as Tecnologias da Informação e Comunicação – TIC, pois entendo que isso seria uma grande estupidez. A minha mais importante inquietação atual é sobre como as redes sociais têm influenciado e modificado as relações entre as pessoas, não apenas no âmbito particular, como também no coletivo. […]

  • ,

    Em tempos de desilusão, é preciso acreditar na política e rejeitar o autoritarismo

    O Brasil tem vivido um ritmo frenético (e provavelmente inédito) de acontecimentos políticos e criminais nos últimos meses. A impressão é de que, a cada dia, um novo investigado revelará mais sujeira por meio de delações, algum político será denunciado e alguém ligado ao presidente será preso ou flagrado cometendo atos corruptos. É um estado […]

  • ,

    Homofobia em nome de Deus

    Quando falamos que o Estado Fundamentalista Cristão está destruindo o Brasil, criando uma ditadura, muitos falam que é exagero. Mas eles não se cansam de inventar novas formas de praticar Homofobia! Eu sei que alguns leitores vão dizer que estamos de mimimi, ou mesmo fazendo propaganda gayzista. Acontece que quem é minoria precisa realmente ser […]

  • , ,

    Não há o que ponderar: 140 tiros para matar dez bandidos é barbárie

    É bastante compreensível que, no Brasil, as pessoas tenham muita raiva de bandido. Por aqui, mata-se quase 60 mil pessoas por ano – mais do que a guerra mata em outros países. Se não é a vida, perde-se bens materiais: 8% dos brasileiros disseram ter sido assaltados nos últimos 12 meses. Famílias perdem pessoas queridas […]

  • ,

    Muita informação, pouco cérebro

    Não é novidade que nossa vida deixou de ser particular há um tempo. Propagandas personalizadas enquanto navegamos na rede, sugestões de onde passar o sábado à noite ou as férias de verão são apenas alguns exemplos sutis de como nosso cotidiano é constantemente monitorado, uma versão orwelliana de não-ficção. Em 2013, Edward Snowden apenas escancarou […]

  • ,

    “Coisa de veado”

    Uma daquelas coisas que ouvimos constantemente e nunca paramos para pensar é que tal coisa, é “coisa de veado”; não sei o quê, é “coisa de veado”. No meu texto “Professor, o senhor é gay?”, listo uma série de características que para os meus alunos seriam da homossexualidade, como “homem recusar mulher”, “ser vaidoso”, “não […]

  • ,

    Precisamos falar sobre suicídio!

    A Campanha Setembro Amarelo reacendeu a curiosidade sobre o tema: suicídio. A palavra vem do latim, sui (próprio) e caedere (matar), ou seja, matar a si próprio. Consiste, portanto no ato deliberado de tentar, e conseguir, tirar a própria vida. Porém, mais que uma definição de dicionário, precisamos entender o peso deste ato, e seu […]

  • ,

    A Caverna de Platão na Era da Informação: Servidão e Ignorância em tempos de rede

    A partir da década de 1970, o mundo começou a passar por transformações que o modificariam substancialmente em vários aspectos. Era a terceira revolução industrial, ou como alguns gostam de chamar – “A Revolução Tecno-Científico-Informacional”. O desenvolvimento da internet e do conceito de rede modificou a estrutura e a lógica da informação e dos meios […]